03 junho 2011

Adimitir

Mania essa que você tem de culpar os outros pelos seus tropeços. Assuma a culpa! Admita quantas vezes você colocou sobre os outros a responsabilidade dos seus fracassos para se livrar da culpa.

As relações emocionais são as mais favoráveis para a atribuição de culpas e fracassos, é muito mais fácil dizer que o outro foi responsável pelo fim ou pela crise da relação do que assumir a culpa pelos seus erros.

Como você se sente ao fazer isso? Quem sabe precise daqueles travesseiros com estruturas reforçadas e amortecedores especiais para aguentar o peso na consciência.

Admita que você poderia ter se esforçado mais para ter uma boa relação com seus pais, com seu namorado ou com seu esposo. Geralmente você gasta mais energia culpando o outro do que assumindo as suas derrotas pessoais.

Confesse que você não consegue se sair bem em gerenciar pessoas. Admita que o seu modo “grosso” ou intolerante de tratar as pessoas pode afastar elas de você. Afinal, porque uma pessoa ficaria perto de alguém que lhe trata mal?

Precisamos admitir as nossas escolhas e as nossas atitudes para termos uma vida mais significativa e valorosa.

É mais fácil culpar a sua genética por você estar acima do peso do que controlar os seus impulsos.

Você chegou aos 30 ou 40 anos e está sozinha? Pare de culpar os homens por isso! Admita que se relacionar com você não chega ser a coisa mais fácil do mundo. Assuma a culpa de estar sozinha até hoje. Acostume-se com a ideia, admitir a culpa pode ser libertador e transformador se vier ao lado de uma mudança de atitude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário